Recentemente, uma pesquisa realizada nos Estados Unidos e publicada na Medpage Today mostrou que alimentos que trazem personagens conhecidos do público infantil em suas embalagens levam as crianças a “amolar” mais os pais para comprá-los.

O fator amolação, do inglês “nag factor”, é uma estratégia publicitária para induzir que os filhos peçam de modo insistente aos pais para que comprem os mais diversos produtos. A Western Media International, nos Estados Unidos, realizou até uma pesquisa, intitulada The Nag Factor, na qual ensina como as grandes empresas podem se utilizar da amolação das crianças para vender mais produtos. Segundo o estudo, de 20 a 40% das compras não teriam sido realizadas se a criança não tivesse pedido insistentemente para seus pais.

Os apelos infantis nas embalagens são utilizados amplamente por alimentos industrializados com baixo teor nutritivo e, em muitos casos, repletos de sódio, gordura saturada e gorduras trans. Por isso, uma das pesquisadoras responsáveis pelo estudo norte-americano, Dina Borzekowski não tem dúvidas: “Para lidar com a obesidade infantil, provavelmente será necessário limitar a quantidade de anúncios de comidas e bebidas à que as crianças estão expostas na TV e em outras mídias, já que isso deve diminuir a amolação infantil por alimentos não saudáveis”.

Hoje, as empresas chegam a gastar US$ 10 bilhões por ano em marketing de alimentos nos EUA, segundo a matéria, que também levanta como os pais podem ligar com o “nagging”.

Para saber mais sobre o assustador uso do fator amolação por grandes corporações, vale assistir este trecho do documentário A Corporação, de 2003, que aborda o assunto.


Compartilhe :   

Comentários encerrados.