O uso cada vez mais frequente de tecnologias móveis e internet por crianças levanta questões sobre a segurança e conteúdo nessas mídias. Um estudo do Ibope Nielsen Online-NetView, publicado na Folha de S. Paulo em 29 de setembro, mostra aumento de acesso de crianças de 2 a 11 anos à rede. No Brasil, 14% dos internautas são dessa faixa etária, o que representa cerca de 4,5 milhões de crianças.

Um dos pontos importantes nessa discussão é o uso de publicidade na web. De acordo com a pesquisa da Nielsen, as crianças “procuram entretenimento, são impacientes, confundem-se facilmente, gostam de animações e sons, não distinguem propaganda de conteúdo”. Muitas vezes as empresas se utilizam dessas fragilidades para atrair a atenção do público infantil. São inúmeros os exemplos, como é o caso do site da boneca Barbie, que tem seção com produtos à venda.

Estudo na Folha
http://www1.folha.uol.com.br/tec/808098-publico-infantil-procura-entretenimento-diz-estudo.shtml

Compartilhe :   

Comentários encerrados.