No dia 13 de março, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) decidiu em reunião a favor da proibição do uso de aditivos em cigarros e derivados de tabaco, proibindo a venda de cigarros com sabores como menta, canela e chocolate. Os fabricantes terão 18 meses para se adaptar.

A infusão de aditivos em cigarros é vista como uma das principais manobras da indústria para atrair crianças e jovens ao fumo, já que mascara o gosto do tabaco, diminui a tosse, facilita a tragada e acelera a dependência – e representa 3% do total de vendas do produto. Uma pesquisa realizada pela Food and Drug Administration (FDA), órgão que regula a questão nos Estados Unidos, revelou que fumantes com 17 anos de idade são três vezes mais propensos a usar cigarros aromatizados do que adultos de 25 anos de idade ou mais.

A votação da proibição tinha sido adiada, devido a um forte lobby da indústria no debate a respeito da adição de açúcar, o que levou diversos órgãos, inclusive o Instituto Alana, a enviar cartas de repúdio a Agência. Enquanto os aditivos que dão sabor ao cigarro foram vetados, o açúcar continua liberado, embora um dos diretores da Anvisa, Algenor Álvares, tenha afirmado que essa também é uma forma subliminar de fidelizar fumantes.

Espera-se que dessa vez a Anvisa não se dobre às manobras da indústria, como aconteceu com a RDC 24/2010, resolução da Agência que regulava a publicidade de alimentos, e que hoje está suspensa suspensa por liminar da Justiça Federal, a pedido da Associação Brasileira das Indústrias da Alimentação (ABIA).

Links relacionados:

“Há exagero nas tentativas de controlar o tabagismo no Brasil?” (Por Paula Johns e Clarissa Homsi)


Compartilhe :   
  1. Rafael
    Rafael em Segunda-feira 19 Março 2012 14:15
    Devem ser proibidos mesmo, exatamente por este motivo do apelo aos mais jovens.

    E os nossos filhos tem que ser educados, principalmente pelo exemplo nosso. Tenho mãe fumante que sempre me dizia que não devia fumar, e eu fumei por muito tempo (escondido) os cigarros dela. Larguei, amém. Mas foi difícil.

    Quando eu comprava, eram esses de sabor, pois deixam um cheiro mais "leve", e um hálito não tão forte.

    As pessoas têm cometido muitos erros na busca pelo prazer... Aliás, não só pelo prazer, mas pelo estilo, já que muitos jovens acham "cool" fumar.
  2. Michelle Amorim
    Michelle Amorim em Sexta-feira 23 Março 2012 11:05
    Nem é somente pelos mais jovens não! Minha mãe, com 40 anos começou a fumar, justamente pelos cigarros com sabor! Quero só ver agora. Quero acreditar que ela largará o cigarro!

Comentários encerrados.