Está em todos os veículos de comunicação. O Brasil terá de entrar numa luta feroz contra o aumento dos índices de sobrepeso e obesidade no país. Alguns dados alarmantes da última Pesquisa de Orçamento Familiar do IBGE (POF 2008-2009) mostram uma mudança significativa nos hábitos alimentares dos brasileiros. Entre as informações mais preocupantes  está o consumo excessivo de açúcar e gorduras, frente à baixa ingestão de frutas, verduras e legumes.

Esse dado se alia ao fato de que uma em cada três crianças de 5 a 9 anos estavam acima do peso em 2009, segundo outro levantamento do IBGE divulgado em agosto. O sobrepeso dobrou nos últimos 34 anos e já atinge mais de 33% da população dessa faixa etária, com destaque para as áreas urbanas.

Segundo editorial da Folha de S.Paulo, o problema é genético... Será? Isso não teria a ver com os apelos mercadológicos da indústria alimentícia, não?

As campanhas publicitárias em torno de alimentos ultraprocessados continuam a todo vapor, já que a regra da Anvisa que regula a questão está suspensa por liminar da Justiça.

Sem dúvida há uma forte relação entre o bombardeio de ações de marketing nas cidades com o consumo exagerado de produtos com alto teor de açúcar, gorduras e sal. Por isso é tão importante que a questão da publicidade seja tratada no âmbito da saúde pública e seja finalmente regulada pelo Estado brasileiro.

Veja o resumo da POF 2008-2009

Compartilhe :   

Comentários encerrados.