Para promover uma nova linha de produtos infantis, a Grendene lançou uma publicidade dirigida a esse público. As sandálias da Coleção Barbie 2011, da Grendene Kids, se utiliza da boneca ícone do universo das crianças para vender produtos. O uso de mercadorias com personagens licenciados vem cada vez mais sendo utilizado pela marca para atrair a atenção dos pequenos, que querem comprar o produto do seu personagem ou brinquedo favorito.

divulgação campanha grendeneO comercial, que visa “garotas que adoram moda”, segundo material de divulgação da agência responsável pela campanha, mostra duas garotas que folheiam revistas e podem experimentar qualquer roupa mostrada em suas páginas com o toque dos dedos.

O filme termina ainda perguntando ao público “Qual Barbie você quer ser?”, estimulando as meninas a desejarem acompanhar os padrões de moda e estética de uma boneca de plástico. A comunicação mercadológica continua na internet, através de banners que visam “a interatividade das garotas” que “através de um clique podem criar looks de arrasar”.

A peça publicitária, que é claramente dirigida ao público infantil, insere as meninas em um ambiente de comportamento adulto e consumista, promovendo a confusão entre a realidade e a fantasia. Esses foram os mesmos motivos de uma representação do Criança e Consumo contra a empresa em 2009, pela comunicação mercadológica de outros produtos que se utilizavam de personagens infantis, como Ben10, Hello Kitty e Moranguinho.

Compartilhe :   
  1. Mariana Miranda
    Mariana Miranda em Quarta-feira 23 Março 2011 11:09
    Além de inserir as meninas em um ambiente de comportamento adulto e consumista, o que em si já é uma questão séria, me pergunto como ficam as meninas que não se encaixam no padrão estético da Barbie? Quais conflitos não surgem a partir daí? Se adultas 'sofrem' por não serem Gisle Bundchen, o que se passará na cabeça das crianças?
    Será que já não passou da hora de falarmos em uma publicidade 'sustentável' e 'social'?
  2. Claudia Squillaci
    Claudia Squillaci em Segunda-feira 28 Março 2011 16:58
    Parabéns aos autores desta matéria, além de educativa, percebe-se também o interesse ao desenvolvimento psicossocial da criança. Claro que este tipo de consumismo influência a criança em suas escolhas de uma realidade ou fantasias.

Comentários encerrados.